segunda-feira, janeiro 15, 2024

SOS HGI: Paciente Desesperada Clama por Ajuda

Gabriela Silva, moradora do Baiacu, em Vera Cruz, está vivendo um pesadelo desde o nascimento de seu bebê no Hospital Geral de Itaparica (HGI). Após passar por uma cesariana no dia 3 de dezembro de 2023, Gabriela teve alta, mas desde então, a paciente enfrenta um ciclo angustiante de dores abdominais e febres recorrentes, levando-a a retornar ao HGI três vezes.

A situação tornou-se tão crítica que Gabriela, agora novamente internada no HGI, expressa sua desconfiança em relação à unidade de saúde e pede ajuda aos profissionais que ali trabalham, bem como a qualquer pessoa que possa encaminhá-la para outra instituição médica.

O drama de Gabriela inicia-se quando ela procura o HGI apresentando fortes dores abdominais e febre. O médico responsável a examina, prescreve antibióticos e a dá alta. Contudo, ao retornar para casa, Gabriela relata que o medicamento proporciona apenas um alívio temporário, durando no máximo três dias. Após esse período, as dores intensas retornam, levando-a a uma sucessão de visitas ao hospital.

Este ciclo preocupante levanta questões sérias sobre o diagnóstico inicial e a eficácia do tratamento oferecido a Gabriela. O fato de a paciente retornar repetidamente com os mesmos sintomas indica uma possível falha na identificação da causa subjacente de suas dores.

A equipe médica do HGI precisa investigar mais a fundo para entender a origem das dores persistentes de Gabriela. A abordagem atual de fornecer antibióticos e liberar a paciente sem uma solução duradoura não está atendendo às necessidades de Gabriela, que agora se encontra em um estado de desespero e desconfiança.

Além disso, é crucial que o HGI se comunique efetivamente com Gabriela, explicando o plano de tratamento de maneira clara e transparente. A falta de confiança da paciente na instituição pode ser mitigada por uma abordagem mais cuidadosa e esclarecedora em relação ao seu caso.

Este apelo de SOS para Gabriela Silva destaca a urgência de uma revisão minuciosa de seu histórico médico, exames e tratamentos. É fundamental que a equipe médica do HGI aja prontamente para resolver as preocupações da paciente e proporcionar um atendimento de qualidade, garantindo que Gabriela recupere sua saúde de maneira integral e sem mais sofrimento.
Ilha notícia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“SAI DAÍ, MULHER”: Pau quebra no Nordeste de Amaralina e deixa moradores tensos

“Sai daí mulher”, gritou uma cidadã para a vizinha, que ficou no meio do fogo cruzado, na manhã desta terça-feira (16/07), no ba...