sexta-feira, fevereiro 02, 2024

Corpo de venezuelano estava perto da casa de tio: 'cheiro era forte', diz polícia; há indícios de que criança era agredida constantemente.

A Polícia Civil levantou indícios de que o tio do menino venezuelano Keiner Geremias Caraballo Marcano, de 6 anos e que foi encontrado morto nesta quarta-feira (31), na região de Parelheiros, Zona Sul de São Paulo, agredia o sobrinho com frequência. Além do tio, o companheiro dele também foi preso temporariamente. Eles são suspeitos do crime.

Keiner estava desaparecido desde sábado (27) após sair de casa para jogar futebol em um campinho. Durante as buscas, a polícia pediu apoio do Canil da Guarda Civil Metropolitana e os cães localizaram "odores cadavéricos". O corpo do menino foi encontrado no bairro queimado e com cortes.
Após a polícia ouvir familiares, vizinhos e representantes da Guarda Civil que estavam na busca da criança, houve a representação pela prisão temporária de Isacc José Marciano Romero, tio de Keiner e quem tinha a guarda do menino, e o companheiro dele, Leonardo David Santos Silva.
Os dois estão sendo investigados por suspeita no envolvimento na morte da criança. A prisão foi decretada pelo Judiciário, pelo prazo de 30 dias. A causa da morte depende de exame necroscópico devido ao estado do corpo quando foi encontrado.
Com a informação e versões conflitantes sobre o caso do tio e o namorado, a polícia pediu as prisões deles.

Sobre o suposto desaparecimento, como o caso era tratado inicialmente, a polícia registrou que "não era crível que não houvesse nenhuma suspeita por parte da família de que o corpo estivesse naquele quintal, diante do forte cheiro que exalava e por estar tão próximo da residência".


O local onde o corpo foi achado foi preservado pelos GCMs, que estavam com as cadelas Mila e Malika.

A vítima estava em estado avançado de decomposição no meio do mato alto a uma distância de aproximadamente 20 metros de casa.

"O odor fétido era demasiadamente forte e chegava na residência, dirigindo-se para a rua", aponta o BO. Os peritos no local identificaram que faltava ao menos uma perna da vítima.

O tio e o namorado estavam com os agentes quando o corpo foi encontrado. A perícia procurou marcas de sangue na casa da vítima, mas não encontrou.

FONTE: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BDM invade Fazenda Grande do Retiro e ameaça rivais da Tropa do Cris; traficantes querem a cabeça de Buel

Traficantes do Bonde do Maluco (BDM), invadiram na madrugada desta quarta-feira (24) a Fazenda Grande do Retiro e trocaram tiros...