quarta-feira, março 27, 2024

431 pessoas foram baleadas em Salvador e RMS este ano


De 1° de janeiro até o dia 25 de março de 2024, Salvador e Região Metropolitana (RMS) já registraram 431 casos de pessoas baleadas por armas de fogo. Desse total, 333 pessoas morreram e 98 ficaram feridas. Os dados são do Instituto Fogo Cruzado, que monitora ações violentas na capital baiana e em outros 13 municípios da RMS.

Só neste mês de março, 155 pessoas foram baleadas por arma de fogo, 118 morreram e 37 ficaram feridas. O caso mais recente foi registrado na noite da última segunda-feira, quando um porteiro, identificado como Edmilson Oliveira Santana, de 43 anos, foi alvo de pelo menos quatro disparos enquanto chegava ao trabalho, no condomínio Città Toscana, no bairro de Caji, em Lauro de Freitas. Ele foi socorrido para o Hospital Menandro de Farias, onde passou por cirurgia e tem quadro de saúde delicado.

Policiais militares da 81ª CIPM foram acionados para atender a ocorrência e, ao chegarem ao local, o porteiro já havia sido socorrido. Os policiais encontraram um carregador e munições de calibre 9mm e levaram o material até a 27ª Delegacia Territorial (DT/Itinga).

Imagens de câmeras de segurança serão analisadas e vão auxiliar na identificação do suspeito, segundo a Polícia Civil.

No dia 15 de fevereiro, o empresário Vandilson Messias dos Santos, 38 anos, foi morto a tiros em um condomínio ao lado do Città Toscana. O homem que atirou em Vandilson era seu vizinho e foi preso em flagrante após o crime. Segundo testemunhas, os dois já haviam discutido no condomínio. Os tiros ainda atingiram a mão de uma mulher que foi encaminhada para um hospital.

Outros casos

Na manhã do dia 22 de março, um idoso de 70 anos foi morto a tiros durante um assalto na loja Americanas, na Av. Caminho de Areia, em Salvador. Segundo a Polícia Civil, três homens assaltavam o estabelecimento comercial, quando a vítima entrou em luta corporal com um dos assaltantes. O homem – identificado como José Salvador Calixto Almeida – foi atingido com um tiro na cabeça.

Já testemunhas do crime contaram que o idoso estava saindo da loja quando foi abordado, mas ele tinha deficiência auditiva e não ouviu os assaltantes. Segundo comerciantes da região, a unidade sofre constantemente com assaltos e, em média, é assaltada uma vez por mês. O idoso foi comprar chocolate e já estava na saída com as caixas na mão. Ele chegou a ser socorrido por um vizinho até uma unidade de saúde da região, mas não resistiu aos ferimentos.

No dia 7 de março, uma mulher de 60 anos foi morta após ser baleada enquanto esperava um ônibus na Rua Manuel Barros de Azevedo, no bairro do Caminho de Areia. A vítima foi identificada como Ana Rita Bispo dos Santos. De acordo com a Polícia Militar, ela chegou a dar entrada em um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

No dia 24 de fevereiro, um vendedor de acarajé, identificado como Jairo Brandão dos Santos, de 25 anos, foi morto a tiros na Rua Antônio Sacramento, em Castelo Branco. No momento que foi atingido por disparos de arma de fogo, Jairo estava entregando acarajés não vendidos para moradores em situação de rua.

De acordo com a Polícia Civil, Jairo Brandão chegou a ser socorrido por populares ao Hospital Eládio Lasserre, mas não resistiu aos ferimentos. A 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central) é a responsável pela investigação da morte.

Conteúdo Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÓS-JOGO: Torcedor do Vitória é agredido próximo ao Barradão por torcedores do Palmeiras; saiba o que aconteceu

A Polícia Civil investiga a agressão sofrida por um torcedor do Vitória, identificado como Vanderley Leal de Jesus, espancado po...