sábado, março 30, 2024

Policial de grupo de elite é morto por PM ao ser confundido com ladrão

Um policial do 4º Batalhão de Choque de São Paulo morreu após ser confundido com um bandido e baleado por um policial militar. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (29), em São Paulo. 
O cabo Rahoney de Paula Vieira, de 31 anos, estava de folga, quando foi confundido pelo PM. Ele realizava uma abordagem em um carro, sem usar farda, quando uma viatura do 16º Batalhão da PM passou pelo local.


Segundo registros policiais, os ocupantes da viatura, um cabo e um soldado, avistaram Rahoney usando capecete e "com a arma em punho apontada para o veículo". Os PMs em serviço, então, acreditaram se tratar de um assalto e um dos agentes atirou contra Rahoney.

Na abordagem, descobriram que ele era policial e o encaminharam, na viatura, para o Hospital Albert Einstein, onde o jovem sofreu parada cardiorrespiratória e morreu. 

De acordo com o site Metrópoles, antes de fazer parte do Comando de Operações Especiais da PM, Rahoney trabalhou por cerca de um ano no 16º BPM, mesma unidade dos policiais que o confundiram. Cerca de três horas antes de ser morto, ele postou um vídeo em uma rede social falando justamente sobre ter trabalhado no referido batalhão.
A Secretaria de Segurança Pública afirmou que a Polícia Militar e o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) investigam "todas as circunstâncias" do caso, que é investigado como morte decorrente de intervenção policial. 

O 4º Batalhão de Choque lamentou a morte do cabo em rede social, mas não mencionou a causa da morte do policial. O cabo ingressou na corporação em novembro de 2014 e deixa um filho.
Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÓS-JOGO: Torcedor do Vitória é agredido próximo ao Barradão por torcedores do Palmeiras; saiba o que aconteceu

A Polícia Civil investiga a agressão sofrida por um torcedor do Vitória, identificado como Vanderley Leal de Jesus, espancado po...