sexta-feira, abril 19, 2024

Suspeito de matar ex-companheira em Distrito de Camacã é preso pela polícia civil

A Polícia Civil anunciou a prisão do principal suspeito do caso de feminicídio que chocou o distrito de Jacereci, em Camacã. O detido é acusado de espancar até a morte Larissa Araujo dos Santos, cujo corpo foi encontrado com sinais de violência extrema.
Segundo relatos, na noite de 23 de fevereiro de 2024, Lucas Souza Santos, ex-marido da vítima, agrediu Larissa causando ferimentos graves, principalmente na cabeça. Após o ataque, ela procurou ajuda médica no Hospital de Base em Itabuna, onde recebeu tratamento insuficiente para a gravidade de seus ferimentos.
Dois dias após o primeiro ataque, Larissa sofreu novas ameaças de violência pelo mesmo agressor, que foi impedido por moradores locais de continuar o assédio. A falta de ação adequada por parte das autoridades de saúde e segurança é evidente, pois não houve registro formal da violência sofrida por Larissa no hospital.
Em 27 de fevereiro, devido ao agravamento de seu estado de saúde, Larissa foi levada às pressas para a Fundação Hospitalar de Camacã. Lá, ela lutou pela vida na sala vermelha, aguardando transferência para um hospital com recursos mais avançados, mas infelizmente não resistiu.
A morte de Larissa deixa uma comunidade em luto e um filho de cinco anos sem mãe. Este trágico evento destaca a necessidade urgente de medidas mais eficazes no combate à violência doméstica e na proteção das vítimas. 
F. Verdinho Itabuna 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Policial militar é procurado por tentativa de feminicídio em Camaçari

Um PM suspeito de uma tentativa de feminicídio em Camaçari, está sendo procurado pela polícia. A ocorrência aconteceu na terça-...