sábado, maio 18, 2024

Enfermeira é acusada de deixar nove pacientes deformadas após procedimentos estéticos


Uma enfermeira é acusada de deixar nove pacientes deformadas por causa de procedimentos estéticos. Marcilane da Silva Espíndola pode ser indiciada por: lesão corporal gravíssima (deformidade permanente); injúria; estelionato; exercício ilegal da medicina.
De acordo com informações do g1, a maioria das vítimas que procuraram a polícia foram atendidas em uma clínica odontológica, em Aparecida de Goiânia, Goiás. Local onde a suspeita realizada os procedimentos, mas depois ela se mudou e alugou uma casa, no Setor Oeste, em Goiânia, para ter um espaço próprio. Harmonização facial, botox, up glúteos eram algumas das intervenções estéticas que a mulher realizava, segundo a Polícia Civil. 
O caso só veio à tona quando três mulheres fizeram a denúncia em julho do ano passado, assim a polícia começou as investigações e foi deflagrada a operação Salus para apurar os crimes.  

Depois da primeira queixa, as autoridades representaram pela concessão de medidas cautelares que resultaram no cumprimento de mandados de buscas e apreensão na clínica, bloqueio de bens e valores da enfermeira e a suspensão do exercício de atividades. Ao todo, são nove inquéritos com mais de mil páginas.

O que as pacientes mais falaram durante depoimento é que não recebem assistência, após complicações. Quando as vítimas mandavam mensagem, a profissional fazia pouco caso, uma delas falou que não estava bem e a Marcilane respondeu: "Você tem que aguardar. Você não entende, que não sou eu, é seu organismo. O que tinha pra ser feito, já foi feito".
Ao g1, o advogado de Marcilane, Caio Fernandes, explicou que aguarda a notificação sobre o indiciamento e a denúncia do caso para poder se posicionar.

Especialização em procedimentos estéticos
A suspeita é enfermeira e ela se apresenta nas redes sociais como pós-graduada em dermatologia estética, ainda no seu perfil, a mulher anunciava realizar procedimentos como: preenchimento labial, no nariz, lipo de papada, bronzeamento e até cursos ensinando as técnicas. Porém, em depoimento à polícia, ela admitiu que não concluiu o curso.
Fonte G1 reprodução Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Homem mata ex da esposa por causa de pensão alimentícia

Um homem de 45 anos está sendo procurado pela polícia por suspeita de matar a tiros o ex-marido da companheira por causa de uma ...