sexta-feira, junho 07, 2024

Preso por matar garota de programa diz que valor cobrado motivou crime

São Paulo — Um homem de 36 anos foi preso, nessa quarta-feira (5/6), por suspeita de matar uma garota de programa em um hotel em Santos, no litoral sul de São Paulo, no último dia 21. De acordo com a Polícia Civil, ele teria confessado parcialmente o crime, dizendo que, após manter relações sexuais com a vítima, eles tiveram uma discussão e que, para se defender, enforcou a vítima até ela desmaiar.
Segundo a versão do suspeito, a briga teria começado porque a mulher passou a cobrar um valor mais caro do que o combinado previamente.
Raquel da Costa Santos (foto de destaque), de 41 anos, foi encontrada morta em um quarto de hotel na Rua Bittencourt, no centro. Ela havia entrado no hotel junto com o homem, que deixou o local após cometer o crime.
O suspeito, alvo de um mandado de prisão temporária, foi localizado por policiais da 3ª Delegacia de Homicídios da Deic de Santos, no Morro do São Bento. A equipe de investigação ainda aguarda o resultado dos laudos sobre a morte de Raquel para determinar a causa da morte.
O homem preso também teria afirmado à polícia que consumiu drogas antes de cometer o crime. A mulher, segundo a versão, não teria consumido. Ele disse estar arrependido e afirmou que não teve intenção de matar a vítima.
F. Metrópoles 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Homem é executado dentro de casa no bairro Campo Limpo

Rodrigo Lima da Silva, de 32 anos, foi assassinado a tiros na tarde desta sexta-feira (21), na rua Valdeí Pereira, no conjunto J...