sábado, 30 de setembro de 2017

Silêncio e revolta marcaram o clima do sepultamento do subtenente Fabiano Fortuna


[Silêncio e revolta marcaram o clima do sepultamento do subtenente Fabiano Fortuna]

Noivo e feliz por ter recebido a chave do apartamento há dois dias, o subtenente Fabiano Furtuna foi sepultado no cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília, em Salvador, na tarde desta sexta-feira (29). Revoltados, os colegas disseram que "a resposta será dada e que precisam divulgar a cara dos criminosos responsáveis pela morte do PM". 
Em conversa com o BNews, o tenente Adilson Rodrigues, relatou que os dois autores foram identificados e um deles possui mandado de prisão em aberto. O tenente, além de lamentar a perda de Fortuna, destacou que a sensação de impunidade é muito grande e esse é um dos fatores que encorajam os bandidos a agirem dessa forma como agiram com Fabiano Fortuna. 
Entre os familiares, amigos e colegas de farda, o prefeito ACM Neto acompanhou o sepultamento do policial que foi sargento em 98, promovido a subtenente em 2013, fez parte da segurança da Prefeitura de Salvador e passou seis meses na 9ª Companhia Independe de Polícia Militar antes de morrer. 
A mãe do PM se despediu de Fabiano Fortuna dizendo "tchau meu filho. Em breve a gente vai se encontrar porque estou órfã de um filho", disse Adelaide. 
Os colegas encerram gritando que "a farda nos une" e Fortuna foi sepultado enquanto colegas cantavam o hino "Força Invicta", da Polícia Militar.
BNews

tags

0 comentários:

Postar um comentário