quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Caso de agressão a oficial da PM: Guarda Municipal declara que não permite excessos nas suas ações



Na noite do Réveillon de Salvador, 31, uma confusão aconteceu durante o show do cantor Bell Marques no Festival Virada Salvador e resultou em agressão a público presente na festa, dentre eles estava um oficial da Polícia Militar que curtia a festa, fora de serviço e foi agredido por guardas municipais. 
Diante disso, a Polícia Militar da Bahia declarou à redação do Varela Notícias, através de nota que: “aguarda a apuração da Guarda Municipal de Salvador em relação à conduta da patrulha durante a festa de Réveillon de Salvador em uma abordagem a um grupo de pessoas onde estava o oficial da PM, que participava do evento. É importante salientar que o policial não estava a serviço. Uma sindicância será instaurada para apurar as circunstâncias do fato, tendo como base os registros formais da Guarda Municipal e do oficial da PM”.
Já a Guarda Municipal declarou também em nota que: “O vídeo já está de posse da Corregedoria, que irá averiguar as imagens e a conduta dos agentes. Depois disso, será instaurado um processo disciplinar com apuração dos fatos, ouvindo todos os envolvidos. Após a conclusão desse processo, serão tomadas as medidas cabíveis. A Guarda Civil Municipal não indica nem tampouco permite excesso nas suas ações, prezando pelo respeito mútuo entre seus agentes e a sociedade. De 2008 até agora, já foram abertos 839 processos a respeito da conduta de agentes, sendo que 75 seguem em aberto, 13 resultaram em demissões, 42 em suspensões e 114 em advertências. O restante foi arquivado. Vale lembrar que nem todos os processos dizem respeito a denúncias feitas sobre a conduta de agentes nas ruas”.
VN

tags

0 comentários:

Postar um comentário