domingo, 7 de janeiro de 2018

Criança com má formação dos vasos sanguíneos não consegue fazer cirurgia em Feira



Desde que nasceu em 2010 a garota Alicia Barbosa de Jesus vem enfrentando dificuldades para se livrar de uma doença rara chamada hemangioma, que se caracteriza por um acúmulo anormal de vasos sanguíneos na pele ou nos orgãos internos e pode ocorrer em qualquer parte do corpo.
A mãe de Alicia, a dona de casa Edmeire Barbosa, conta as dificuldades que vem enfrentando para fazer a cirurgia da filha. “Ela já nasceu com esse problema, só que era apenas uma mancha vermelha na perna direita, e o médico que a acompanhou no hospital disse que quando ela crescesse ia evoluir, mas está evoluindo muito”, afirmou.
           Criança com má formação dos vasos sanguíneos não consegue fazer cirurgia em Feira
Segundo a dona de casa, há sete anos ela vem tentando conseguir uma cirurgia para a filha pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas até hoje não encontrou nenhum hospital que pudesse realizar o procedimento.
“Estou há sete anos correndo atrás dessa cirurgia. No começo fui para o posto de saúde e eles pediram consultas e exames na Secretaria de Saúde e parei por lá mesmo. Mandaram eu ir para Salvador, no Martagão Gesteira, já fui ao Irmã Dulce e até hoje ninguém nunca me deu resposta”, disse Edmeire Barbosa.
A mãe diz que a perna direita de Alicia dói e a incomoda, além de atrapalhar atividades do dia a dia da garota. Ela conta também que em alguns momentos as veias inflamam e fica um forte mau cheiro. O medicamento, segundo ela, é comprado, pois não é fornecido pelo posto de saúde.
“A medicação é só para desinflamar. Um médico me pediu 5 mil para operar, mas onde vou arrumar esse dinheiro? Eu não trabalho, faço bicos, e não tenho condições nenhuma de pagar esse valor. Às vezes, tenho vontade de sumir, a gente procura de um lado e de outro e não acha nada”, revelou a mulher, que é mãe de mais dois filhos.
Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

tags

0 comentários:

Postar um comentário