segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Pastor mata mulher a facadas e corpo é encontrado depois de dois meses



A Polícia Civil identificou o corpo de uma vítima de homicídio encontrada em um matagal na região metropolitana de Goiânia neste sábado (30).
Aisla Regina Gonzaga, 40, era pastora e estava desaparecida há quase dois meses.
Segundo a Polícia Civil, um homem de 47 anos, também pastor evangélico, foi preso após confessar ter assassinado a vítima a facadas. Ele revelou onde ocultou o cadáver.
De acordo com os familiares da vítima, Aisla havia desaparecido no último dia 8 de novembro, após sair para alugar uma residência em Goiânia. Na ocasião, deixou os dois filhos, de 15 e 11 anos, e não voltou mais.
O delegado Valdemir Pereira, titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), explicou que o suspeito foi detido em Brasília na última quinta-feira (28).
Ele foi preso temporariamente em cumprimento ao mandado de prisão e também vamos autuá-lo em flagrante por ocultação de cadáver, disse o delegado.
Segundo a Polícia Civil, o pastor teria matado a vítima por ter problemas com ela. O suspeito é um foragido da justiça desde 2002 pelo crime de latrocínio em Itumbiara, região sul de Goiás.

Fonte clickpb

tags

0 comentários:

Postar um comentário