sábado, março 16, 2024

Tesoureiro do PCC é morto após desviar R$ 5 milhões da facção criminosa

O tesoureiro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Luiz dos Santos Rocha, foi morto com tiros de fuzil na última terça-feira (12). Conhecido popularmente como “Luiz Conta Dinheiro”, o homem deixou uma vida regada a aventuras. Uma delas custou caro, já que após ser acuaso de desviar R$ 5 milhões do grupo, teve que comprar armas de fogo ilegal para a própria proteção.
Bnews
Bnews
Busca

Polícia
Tesoureiro do PCC é morto após desviar R$ 5 milhões da facção criminosa
Reprodução/RecordTV
Luiz dos Santos Rocha, considerado tesoureiro do PCC, foi executado com tiros de fuzil | Bnews - Divulgação Reprodução/RecordTV
Publicado em 16/03/2024, às 09h50 Pedro Moraes

COMPARTILHE:

FacebookTwitterWhatsApp
O tesoureiro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Luiz dos Santos Rocha, foi morto com tiros de fuzil na última terça-feira (12). Conhecido popularmente como “Luiz Conta Dinheiro”, o homem deixou uma vida regada a aventuras. Uma delas custou caro, já que após ser acuaso de desviar R$ 5 milhões do grupo, teve que comprar armas de fogo ilegal para a própria proteção.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp.

Divulgação / EC Jacuipense
ADVERSÁRIOS REVELADOS
Jacuipense conhece adversários na Série D; veja times

Reprodução/Redes Sociais
CIDADES
Três pessoas da mesma família morrem após acidente com quatro veículos no extremo sul da Bahia

A revelação ocorreu em depoimento à polícia, quando ele foi preso, anteriormente, há cinco anos. O desvio ocorreu na empresa de transporte coletivo Imperial, responsável por operar linhas de ônibus na zona leste da capital paulista, segundo informações do portal Metrópoles. Luiz estava na porta de casa, situada na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo.
A companhia, ainda, é suspeita de lavar dinheiro do tráfico de drogas comandado pelo PCC. À época, a vítima revelou que ganhava cerca de R$ 1.600 como funcionário da empresa, porém havia investido mais de R$ 40 mil na compra de um fuzil, uma pistola 9 milímetros e um revólver, de acordo com a denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP).

Queda 

Ao ser preso, o agora ex-tesoureiro estava com armas e drogas dentro de casa. A esposa Paloma Herica Alves de Oliveira Rocha também foi flagrada no local. Além disso, a polícia encontrou no imóvel dez celulares e uma série de anotações relacionadas às finanças do PCC.  
Durante o período encarcerado, ele conseguiu a progressão para o regime semiaberto e o direito ao benefício da saída temporária. Porém, em junho de 2023, Luiz atrasou seu retorno ao Centro de Detenção Provisória (CDP) Belém I, na capital, quando alegou ter sido vítima de tentativa de homicídio.

O depoimento antecipou o que, de fato, ocorreu no primeiro dia de uma nova saidinha temporária, na última terça. A vítima chegava de carro em casa, quando foi executada. 
F. Bnews 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VULGO JHONES CALABRESA: bandido do BDM morre durante confronto com a PM em Plataforma

O criminoso era conhecido como “Jhones Calabresa” e fazia parte da facção Bonde do Maluco (BDM) no bairro de Plataforma. Ele che...