quarta-feira, abril 24, 2024

Depoimento- suspeito de homicídio contra o irmão de vereadora alegou que foi provocado pela vítima. “Ele confessou que estava usando crack”, afirmou o delegado

Um jovem suspeito de cometer o crime contra Crispin Mota de Jesus, de 65 anos, na noite passada (23) no Conjunto Feira VII, em Feira de Santana, prestou depoimento à Polícia Civil local. A vítima foi morta pelo acusado, que utilizou ferramentas como uma picareta, uma faca e um martelo.

No interrogatório, o suspeito relatou que estava sentado na calçada onde reside, quando Crispin teria jogado o carro em sua direção. Em seguida, afirmou que houve um disparo de arma de fogo vindo da casa da vítima, o que o levou a verificar a situação na residência. Nesse momento, acabaram entrando em luta corporal. Veja detalhes 
Esse indivíduo já tem passagem por lesão corporal, por invasão de domicílio e por violência doméstica. Ele confessou que estava usando crack, e por conta disso deve ter praticado o crime”, destacou o delegado Gustavo Coutinho.

Durante a ação criminosa, a esposa da vítima, identificada como Adriele Prates da Silva, também foi ferida. O suspeito tentou se esconder em sua residência, mas foi capturado por agentes da Polícia Militar.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) reafirmou que o acusado estava sob o efeito de drogas, fazendo uso de crack, o que teria contribuído para a confusão mental que resultou no homicídio.

Blog Central de Polícia,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Policiais militares e suspeitos morrem em acidente durante perseguição

Quatro pessoas morreram em função de uma perseguição policial, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na madrugada d...